Overblog Suivre ce blog
Editer la page Administration Créer mon blog

 

INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DE EDUCAÇÃO

ISCED – UÍGE

DEPARTAMENTO DE LETRAS MODERNAS

SECÇÃO DE FRANÇÊS

 

PROGRAMA DE DISCIPLINA


 

Docente: MSc. MONA MPANZU

E-mail: mendesmonampanzu@yahoo.fr

Blog: www.monampanzu.over-blog.com

 

 

DISCIPLINA: SOCIOLINGUÍSTICA

CURSO: Ciências de Educação – Opção: Didática de Francês Língua Estrangeira

Ano académico

2013

Regime da disciplina

 

Anual

 

Não-nuclear

 

Lecionada em francês

 

Carga horária

Semanal: 3 tempos

(135 minutos)

Total: ± 96 tempos

(± 4320 minutos)

 

Subdivididos em dois semestres

Pré-requisitos

Sociologia geral

Linguística geral

 

 

INTRODUÇÃO

O objetivo desta disciplina é o estudo da complexa relação que existe entre o contexto linguístico e socioculturais. Tem como finalidade discutir os fundamentos filosóficos e epistemológicos da sociolinguística e os principais posicionamentos da relação entre língua e sociedade e o desenvolvimento de uma visão crítica por parte dos estudantes.

Embora não-nuclear, a disciplina é de fundamental importância para o estudante do curso de Letras visto que objetiva desenvolver em futuros professores e/ou pesquisadores, posicionamentos críticos a respeito de questões sociolinguísticas pertinentes à condução bem-sucedida da prática docente

Eixos de desenvolvimento:

·         A constituição do campo do estudo de sociolinguística.

·         Seu assunto: linguística epistemológica.

·         Heterogeneidade e distinções conceituais.

·         Comunidade linguística falando comunidade.

·         Competência linguística e comunicativa.

·         Línguas e dialetos.

·         Variação linguística: modelos metodológicos

·         O estudo de variedades linguísticas

·         Conceitos e Tipologias de bilinguismo

·         Processos de convergência e divergência linguística

·         Representações e atitudes sociolinguísticos.

·         Políticas linguísticas.

 

OBJETIVOS

Estudantes:

- Familiarizar-se com as questões e os principais conceitos inerentes à relação entre língua e sociedade;

- Sistematizar os principais modelos teóricos e metodológicos propostos no quadro da abordagem de problemas relacionados com a mudança e contato.

- Refletir sobre políticas linguísticas nos padrões regionais, nacionais e supranacionais.

- Desenvolver atividades de introdução à investigação no campo de estudo sociolinguístico

 

PROPOSTA METODOLÓGICA

As aulas serão organizadas em duas áreas complementares: aulas ordinárias e palestras (e exposições) consistem itens de agenda sistematizados. Serão contextualizadas as questões que ligam autores e textos propostos na bibliografia, apelando para a aplicação dos conceitos em situações específicas.

O uso dos TICE funcionará: são previstas sessões (fórum) abertas na internet (site do prof. MONA MPANZU: www.monampanzu.over-blog.com) em que algumas questões serão lançadas permitindo a interação docente-discente e discente-discente.

Nestes casos, os estudantes deverão ler os textos de modo prévio e obrigatório para que posteriormente possam ser envolvidos em discussões sobre as questões mais candentes e polémicas da sociolinguística.

 

SISTEMA DE HABILIDADES

O estudante deve ser capaz de interpretar com coerência os conceitos da Sociolinguística; diferenciar os factos da língua dos fenómenos sociais, compreender a aplicação dos métodos de investigação Sociolinguística, desenvolver posicionamentos críticos a respeito de questões sociolinguísticas pertinentes.

 

AVALIAÇÕES

As provas serão feitas com aviso não inferior a duas semanas (salvo acordo com os estudantes). O processode avaliação será contínuoe cumulativo e estará dividido emquatro instrumentos:três provas individuais na sala de aulas e os trabalhos individuais e em grupo vão sobremaneira enriquecer o sistema de avaliação que se pretende ser multidimensional. As datas dependerão do ritmo das aulas e do calendário proposto pelo ISCED.

Em caso de ausência no dia de prova, um justificativo documental e digno de confiança será indispensável para que se autorize a recuperação da prova perdida.

  

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS 

 

UNIDADE 1: CAMPO DE PESQUISA DA SOCIOLINGUÍSTICA

- Distinções conceituais e epistemológicas

- Sociologia da linguagem, sociolinguística

- Etnografia da comunicação

Conceitos-chave:

- Comunidade linguística

- Língua, dialeto, variedade, registo.

- Língua, cultura e identidade.

- Diglossia e bilinguismo

 

UNIDADE 2: VARIAÇÃO SOCIOLINGUÍSTICA

-        Variáveis ​​sociais: gênero, classe social, idade

-        Metodologias de análises: abordagens qualitativas e quantitativas.

-        Correlação entre variáveis ​​linguísticas e variáveis sociais.

-        Redes sociais

-        A teoria de códigos sociolinguísticos.

-        Mercado linguístico.

-        Norma linguística Interna e externa

UNIDADE 3: CONTATO LINGUÍSTICO

-        Tipos de bilinguismo e multilinguismo

-        Domínios e áreas de utilização.

-        Pidgin, crioulo e processos linguísticos mistos.

-        Interferências e contaminações linguísticos

-        Particularidades do francês em Africa

-        Situação sociolinguística de Angola 

UNIDADE 4: LÍNGUA E PODER

-        Processos de normalização linguística

-        Colonialismo e imperialismo linguístico.

-        Políticas e planeamentos linguísticos.

-        Atitudes e representações sociolinguísticas.

-        Ideologias linguísticas

-        Instrumentos de intervenção sobre as línguas

-        Políticas educacionais

 

 

 

LISTA DE LEITURAS

Obs.: As obras são maioritariamente de expressão francesa uma vez que as aulas também são dadas em francês

Contexto epistemológico da sociolinguística e conceitos de base

 

-        Baylon (Christian), 1991 : Sociolinguistique. Société, langue et discours, Nathan

-        Bernstein, Basil, 1975 : Langage et classes sociales, Editions de Minuit, 347 p.

-        Boyer, Henri, 1996 : sous la direction de : Sociolinguistique. Territoire et objets, Lausanne, Delachaux et Niestlé

-        Boyer, Henri, 2001 : Introduction à la sociolinguistique, Dunod, « Les topos », 104 p.

-        Fishman, Joshua (1971) Sociolinguistique. Bruxelles/Paris: Nathan/Labor.

-        Labov, William, 1976 : Sociolinguistique, Editions de Minuit, 458 p.

 

Variação linguística

-        BASSOLÉ, Angèle et OUEDRAOGO : Le français et le français populaire africain : partenariat, cohabitation ou défiance ?, Institut d’études des femmes, Université d’Ottawa (Canada)

-        Beaulieu, Louise & Wladyslaw Cichocki (2005) "Innovation et maintien dans une communauté linguistique du nord-est du Nouveau-Brunswick". Francophonies d’Amérique.

-        Labov, William (1976) "La stratification sociale de (r) dans les grands magasins

-        Mougeon, Raymond, Rehner, Katherine & Terry Nadasdi (2004) "The learning of spoken French variation by immersion students from Toronto, Canada." Journal of Sociolinguistics 8(3) new yorkais."

 

Atitudes linguísticos

 

-        Hume, Elizabeth, Lepicq, Dominique & Richard Bourhis (1993) "Attitudes des étudiants canadiens anglais face aux accents des professeurs de français en

-        Leclerc, Jacques (1986) Langue et société. Laval QC: Mondia.

-        Ontario." La Revue canadienne des langues vivantes

 

Bilinguismo

 

-        Fishman, Joshua (1971) “Sociolinguistique”. Bruxelles/Paris: Nathan/Labor.

-        Lefebvre, Claire. 1998, “Creole Genesis and the Acquisition of Grammar”: The Case of Haitian Creole. Cambridge University Press.

-        Mackey (W.F.), 1976 : Bilinguisme et contact des langues, Paris, Klincksieck, 534 p.

-        Wald, Paul et Manessy, Gabriel, 1979 : Plurilinguisme. Normes, situations, stratégies, L'Harmattan

 

Leituras complementares (facultativas) – algumas sugestões

 

-        Bédard, Edith et Maurais, Jacques, éds., 1983 : La norme linguistique, Conseil de la langue française, Québec/le Robert, Paris, 850 p.

-        Blanchet, Philippe, 2000 : La linguistique de terrain, méthode et théorie, Rennes, PUR, 145 pages.

-        Calvet (L.J.), 1987 : La guerre des langues, Payot

-        Calvet (L.J.), 1993 : La sociolinguistique, QSJ n° 2731

-        Dumont (Pierre) et Maurer (Bruno), 1995 : Sociolinguistique du français en Afrique francophone, Paris, Edicef/Aupelf-UREF, 224 p.

-        Gadet, Françoise, 2003: La variation sociale en français, Ophrys, coll. L’essentiel, 135 p.

-        Langue française n° 85, fév. 1990 : "Les représentations de la langue : approches sociolinguistiques"

-        Langue française n° 93, février 1992 : « Enquêtes, corpus et témoins ».

-        Lectures recommandées pour mises à niveau en linguistique et début de réflexion sociolinguistique :

-        Maurais, J., éd. 1987 : Politique et aménagement linguistiques, Paris/Québec, Le Robert/ Conseil de la langue française, 570 p.

 

Partager cette page

Repost 0
Pour être informé des derniers articles, inscrivez vous :